TAG - Como me tornei minimalista?



A Andreia, do blog Nada de Compras, começou uma corrente de espalhar coisas boas contando um pouquinho da história dela sobre sua vida minimalista. Com isso ela criou uma TAG bem interessante para as pessoas falarem sobre suas experiências nesta filosofia. Na brincadeira, a Andreia me marcou para responder essas perguntas. Vamos lá?

1. Como resolvi me tornar "minimalista"?

A resposta honesta é: não resolvi. O minimalismo chegou na minha vida sem eu perceber que ele tinha esse nome. Sempre achei que eu era uma pessoa desapegada das coisas materiais e que precisava de pouco para viver, mas descobri que tinha muita coisa quando me mudei da casa da minha mãe. Ali sim, eu notei que precisava destralhar e diminuir drasticamente a quantidade de objetos que eu tinha. 


2. Porque senti necessidade de mudar minha vida?

Porque coisas me incomodam. Bagunça, excesso, sujeira. Tudo além da conta (da minha, é claro...) me incomoda demais. O baque aconteceu quando eu, que achava que era desapegada, até fui muito por um tempo, percebi que tinha um arsenal de bolsas. Obviamente, desnecessárias. 


3. Por onde comecei?

Na eminencia da mudança as coisas começaram na organização, isso foi em 2011, logo no início deste blog. Ali, as coisas passaram a ficar mais claras e o caminho foi sendo traçado organicamente. 


4. Quanto tempo levou até que percebi a mudança de hábito?

Menos de um ano. Me dei conta quando, ao me mudar. E, na época, eu tinha duas portas (quase vazias) do guarda-roupas e meu marido o resto, além de todos os outros armários da casa. 

5. Você implementou outras mudanças em sua vida?

Sim, passei a consumir de forma consciente, a ter uma vida mais saudável, a conhecer mais a história dos produtos que compro, das pessoas que fazem. A preocupação com a compra não é somente a decisão "posso ou não pagar", vai muito além disso!

6. Por fim, de todo esse processo, o que foi mais importante para você?

Foi eu me lembrar como eu era antes. Desprendida, conectada com pessoas e não coisas. Me lembrar do que realmente importa. E mais ainda, é ter a humildade de aprender todos os dias.

____

Andreia, adorei a TAG e, mais ainda o convite.
Aproveito para convidar vocês, que tal responder você também?



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mude alguns hábitos para ser minimalista

Um desabafo sobre os excessos

A história do Minimalismo