O que é o minimalismo?



Em um post mais antigo (este aqui) contei um pouco da história do minimalismo. Hoje venho falar um pouco sobre o que é, de fato, esta filosofia que deixa as pessoas tão intrigadas. Bem, pra começar a conversa já adianto que ser minimalista não é fazer um voto de pobreza ou ainda excluir o consumo da sua vida. Não é isso mesmo.

Vamos começar com o lema desta filosofia: “Identificar o essencial e eliminar o resto”. Quer que eu traduza? Exclua o que não faz diferença na sua vida e deixe apenas o que te faz feliz. Mas como vou saber o que me deixa feliz? Simples! Faça testes! 

Você precisa de 100 pares de sapato? Que tal tentar diminuir a metade, por exemplo? Precisa mesmo ficar horas no trânsito diariamente? 

Em que momento da sua vida as coisas materiais passaram a ser mais importante que as pessoas, que boas experiências, que aprender? As escolhas que você faz te deixam feliz?

Eu achei, em algum momento da minha vida, que precisasse de muitas bolsas. Hoje, tenho poucas (mesmo) e vivo bem com isso. Também achei que precisasse de carros, casas enormes, zilhões de dólares, glamour, luxo, poder e glória. Mas não é verdade. Eu preciso de qualidade de vida, satisfação pessoal e olhar para o que é de fato importante hoje. Amanhã? Bem, aí já é outro dia!

A chave é encontrar o seu equilíbrio. 

O que te deixa feliz de verdade? Ficar horas no shopping comprando e gastando dinheiro ou um domingo com seus familiares em casa, batendo papo e dando risada? Ou ainda sair com amigos para um cinema ou ficar em casa enfurnado jogando videogame? É uma escolha sua! Mas saiba que você precisa levar em consideração um outro fator: qualidade de vida

Não adianta não buscar por qualidade de vida e ser minimalista, vai ser muito confuso para você! O minimalismo te ajuda a dizer não quando necessário, te ajuda a dizer sim quando prudente, ajuda a escolher qualidade ao invés da quantidade. Te direciona, ajuda a pensar mais no próximo, no meio ambiente, no planeta. 

Então, o minimalismo nada mais é do que um direcionamento que você tem na vida para peneirar as coisas fúteis e deixar apenas o que te faz bem. Mais simples, impossível!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mude alguns hábitos para ser minimalista

Um desabafo sobre os excessos

A história do Minimalismo