Dicas para presentear: que tal oferecer carinho?

Como você costuma presentear amigos e familiares? É um hábito? Em alguns casos o ato de presentear é quase compulsório, e muito chato, pensei em uma solução mais atrativa para tal "problema". Que tal programar - com carinho os presentes e os presenteados? 
Vamos à listinha?



1. faça uma lista de pessoas que deseja presentear e a ocasião (aniversário, formatura, natal, casamento...)

2. coloque uma característica na frente de cada nome para ajudá-lo a pensar em algo para aquela pessoa. por exemplo: Carlos - esportista. Mariana - cinéfila. Isso ajuda, vai por mim! Só não vale repetir as características e presentear sempre a mesma coisa ou coisa parecida.

3. busque algo personalizado: que tal um kit de filmes clássicos ou um kit anti-stress, ou ainda um vale cinema, uma camiseta personalizada... 

4. fomente o comércio local: consuma perto da sua casa ou trabalho. Se preferir, busque coisas em feiras de artesanato ou com amigos e conhecidos artesãos. Com certeza as coisas são feitas com muito carinho e personalidade.

5. Não dê coisas genéricas: coisas dadas no piloto automático não são uma boa opção, em alguns casos se percebe a obrigação de presentear e isso não é uma coisa legal.

6. Presenteie com experiências: um dia em um parque de diversões, uma massagem especial, uma viagem, um jantar em um restaurante diferente... Não somente as coisas físicas são opções de presentes!

6. escolha com o coração. É melhor não presentear do que dar algo genérico e frio. Pense que o presenteado vai sempre se lembrar de você quando ver a lembrança. Entenda que carinho vale mais que qualquer dinheiro!


Comentários

  1. Como reduzi o meu circulo de amigos, tem sido mais facil dedicar-me mais a eles e estar constantemente presente em amor e dedicação. Para mim a presença é dos melhores presentes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza. Estar presente é o melhor de todos!
      Obrigada pela visita!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Mude alguns hábitos para ser minimalista

Um desabafo sobre os excessos

A história do Minimalismo