Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

O que aprendi com 2014

Imagem
Sim, é clichê, mas e daí? Vamos fazer um balanço a respeito dos benefícios e aprendizados de 2014? Eu consegui pensar em algumas coisas para minha vida... E para a sua?


1.paciência: aprendi que ela é sagrada e que nos traz muitas coisas em troca.  2.respeito: resgatei o respeito por mim mesma, aprendi a pensar mais ainda no próximo e em mim também. Por quê não? 3. amizades: aprendi que amigos, amigos mesmo, a gente tem a qualquer hora, espaço e situação. Seja por skype, pessoalmente ou por pensamento. Se tem amigos assim, amarre bem apertadinho pois eles valem ouro! 4.família: com a minha ninguém mexe. E, embora eu queira ficar mais com ela, eu preciso me dedicar mais, e mais, e mais... Sempre mais.  5.ser quem já fui: percebi que eu era, há alguns anos, quem eu gostaria de ser hoje. Muito complexo? Percebi que há anos eu era mais sábia, amável, amiga do que eu sou hoje. Por quê não resgatar? 6.amor: aprendi que o amor machuca, faz chorar, arrebata, mas também pode ser suave e sábio. E eter…

O que te faz consumir?

Imagem
O que faz você consumir? A pergunta é para que você pense a respeito dos seus critérios de consumo. Geralmente a gente compra por que é bonito, necessário, atrativo, interessante, colorido, todo mundo tem e bla bla bla. Desculpas não faltam! Mas quais desses motivos são realmente importantes para que você conclua a sua compra?

Pensando a respeito, ultimamente tenho feito um exercício diário (sim caros amigos, o minimalismo exige exercícios diários) e percebi que eu compro coisas por três motivos que vou citar abaixo:
- necessidade: sim, ela é relativa, mas eu compro coisas porquê preciso delas. Ontem comprei uma cortina porquê precisava de privacidade e daquele escurinho maroto que te embala nas noites de sono. Mas a necessidade varia para cada ser humano. Precisa ser uma necessidade honesta, tá? A minha tem sido treinada para tal. Para não cair no conto dos marketeiros da vida e nem nos apelos sociais.
- beleza: se é bonito, me chama a atenção e se me chama atenção, meu cérebro fic…