Produzir faz bem



Hoje cheguei em casa eufórica. Me sentei no sofá para descansar do caminho que fiz a pé de volta do trabalho e já liguei para minha mãe. Enquanto conversava com ela aproveitei as mãos livres para lixar minhas unhas. Quando desliguei o telefone sai pela casa juntando as coisas soltas pelo chão e ao mesmo tempo que coloquei água para ferver para fazer uma massa para o jantar. Corri para o computador, sentei-me, vou ler alguns e-mails e logo me lembrei que precisava trabalhar. Tenho segundo, terceiro e quarto tempo: dois trabalhos, casa e estudo. Ufa!

Os e-mails logo se tornaram trabalho, o trabalho logo não teve fim e rendeu muito. E como! Produzi para a semana uma boa quantidade de informação e ainda, este texto que os senhores leem. Agora pergunto, existe produção minimalista? Caso exista, como seria?

Desde criança produzo melhor, com mais qualidade com dias cheios, com agenda lotada e compromissos mil. Sou assim e como disse uma colega de trabalho essa semana, preciso dessa adrenalina. A falta do dia cheio me deixa preguiçosa, cansada, morosa. Isso só me faz reforçar a minha teoria de que cada um é minimalista de formas diferentes... E você, o que acha?

Comentários

  1. Também sou exatamente assim! Dias cheios me trazem mais energia, e quando minha agenda tá vazia fico preguiçosa e sem estímulo! Será que tem como mudar isso? rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se tem Larissa, mas adoro me sentir repleta de energia! Pareço tão forte!!! A preguiça é o que me atrapalha... Vamos tentar descobrir como mudar? Talvez um planejamento do tempo possa ajudar. O que acha?

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Mude alguns hábitos para ser minimalista

Um desabafo sobre os excessos

A história do Minimalismo